30 de nov de 2011

CALÇADAS LIMPAS


São inúmeras as vantagens de se conviver  na companhia de animais, especialmente nos grandes centros onde a natureza é rara e o stress afeta 90% da população, infiltrando-se, quase imperceptivelmente, na rotina de nossos lares, minando a relação entre nossos entes mais queridos.


Um estudo recente demonstrou que no Japão, os proprietários de animais de companhia vivem, em média, 3.5 anos mais do que aquelas que aquelas pessoas que não possui nenhum e se esta não for justificativa suficiente para que adotemos pelo menos um mascote imediatamente, devemos ter em mente, ainda, que a necessidade da companhia dos cães, a troca explícita e desinteressada de afeição mútua, a segurança que nos inspira a sua presença em nossos lares, são apenas algumas das muitas virtudes que fizeram desse animal, nosso parceiro preferido desde da época das cavernas, tendo nos ajudando a sobreviver, compartilhando de nossa caminhada até a civilização contemporânea.

Embora a preferência pelos felinos esteja crescendo, visivelmente, nos últimos anos, em grande parte pela independência desta espécie aliada à limitação de nosso espaço de moradia, os cães ainda são os animais de estimação mais abundantes em nossa sociedade, ocupando, atualmente, a casa dos 60% na preferência nacional.

No entanto, muitos proprietários inconscientes negligenciam a sua responsabilidade para com seus bichinhos, pois um animal doméstico necessita para ser saudável, não só de boa alimentação, exercícios ou muito carinho, precisa também de orientações periódica ministradas por um profissional veterinário especializado para manter atualizado um criterioso esquema de vacinas e vermifugação, que assegura também, ao próprio proprietário, a sua família e a comunidade em que vive, segurança contra as principais zoonoses (doenças transmitidas entre homens e animais) .

Entre as principais zoonoses podemos citar a raiva, a leptospirose, algumas verminoses, sarnas, fungos, entre outras, controladas, exclusivamente, através da profilaxia, exercida pelo profissional veterinário.

Mas essa responsabilidade da qual estamos falando, não deve se limitar apenas ao esquema profilático de saúde realizado pelo médico veterinário ou a todos os outros cuidados citados anteriormente.

É comum, ao transitarmos pelas ruas de nossas cidades, encontrarmos uma grande quantidade de fezes de cães, especialmente nas calçadas, sinal de desleixo de proprietários que ainda não entenderam sua responsabilidade direta pelas ações de seus animais de estimação.

A intolerância de alguns condomínios que procuram, através de seu regimento interno, proibir a presença de animais em suas dependências, bem como a má vontade com que algumas pessoas olham os animais se deve, em boa parte, a uma reação extremada à atitude de alguns proprietários que insistem em não assumir para si, a responsabilidade pelos maus hábitos, atribuídos, exclusivamente, aos seus animais.


Infelizmente, o bom exemplo, transmitido pelos proprietários que recolhem das ruas, os desejos sólidos gerados por seus cães, ainda não contagiou todos os demais proprietários de animais.

Além dos cuidados veterinários profiláticos obrigatórios, que devem ser dispensados, periodicamente, aos animais, para a manutenção de sua saúde e a da comunidade, os proprietários, obrigatoriamente, devem se responsabilizar pelo recolhimento nas vias públicas, de seus dejetos sólidos que, hoje, formam um perigoso, insalubre e escorregadio mosaico em muitas calçadas pelo município a fora.

Não queremos punir os animais, muito menos os seus proprietários. Queremos apenas chamar a atenção da sociedade e em especial, desses indivíduos, sobre os seus direitos e, principalmente, dos seus deveres, ao optarem pela posse responsável de um animal de estimação, fornecendo, argumentos convincentes, para uma mudança real de comportamento, utilizando, de maneira simbólica, a calçada pública, como instrumento para o exercício da cidadania, pois calçada limpa é sinal de povo desenvolvido!


Texto disponibilizado pelo Médico Veterinário Maurício Aquino - Macéio - AL
Desenhos disponibilizados pelo site viralata.org, adaptados por Neísa Teixeira




VAMOS MANTER LIMPAS AS NOSSAS CALÇADAS!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário