24 de set de 2012

MÃE E NINHADAS RESGATADOS DO INFERNO

Dia 11 de Setembro fomos convidados a fazer um debate na rádio Solar, sobre o Canil Municipal.
Lá, durante a entrevista, ficamos sabendo de uma mãezinha que deu a luz na rua e foi levada com seus filhotes para o Canil Municipal.
Nos compadecemos da situação, nos mobilizamos, e no dia seguinte fomos resgatá-los.

A mãezinha é um doce e super dedicada aos seus bebes (são 6 machos e 3 femeas)
Os filhotes têm pelo menos 7 dias, pois o umbiguinho já caiu.
Mas são muito miudinhos  :(







E no sábado agora (22/08) a mãezinha começou a apresentar secreção nasal. Estamos muito preocupados de poder ser um sintoma da maldita Cinomose, pois sabemos que o Canil Municipal é foco dessa doença.

Precisamos de sua ajuda para uma boa ração prá eles.

 


É TRISTE NÃO PODER CUIDAR

Um sábado como outro qualquer - era o dia 08 de Setembro

Recebo um telefone de um senhor bem humilde.
Já nos conhecia pois tínhamos castrado duas cadelinhas dele.
Vieram para minha casa fazer o jejum, levamos para castrar, e retornaram prá cá.
Estavam muito magras, cheias de berne, muito arredias.



Ficaram um mes conosco.Tratamos de seus bernes, foram vacinadas e vermifugadas, e receberam super alimentação. Foram devolvidas ao dono fortes e saudáveis.


O telefonema me dizia que a branquinha (Maruska) tinha sido atropelada (na BR 040) há dois dias.
Fomos lá e corremos com ela para a clínica. Estava já muito ruizinha.
Fizemos exames para avaliar seu estado geral.
Na ultrassonografia constatou-se ruptura de bexiga, coisa muito grava, pois estava há dois dias com a urina sendo despejada dentro da cavidade abdominal.
No RX dupla fratura de quadril.
 
 
 
Não tinha mais muito o que pudéssemos fazer :(
 
 
 
 
 

PARYS - NOME LINDO, UM CASO TRISTE

Às vezes é triste ser adulto. Somos obrigados a tomar decisões. E nem sempre são decisões fáceis. 

Na sexta feira (21/08) nos pediram socorro para uma gatinha que apareceu na casa de um senhor humilde.
A gatinha foi resgatada e levada ao Hospital Estrada Real. Era uma femea e foi batizada de Parys.
Seu estado era péssimo. Muito desidratada, muito anêmica, com pneumonia, muita secreção nasal.
Se fosse "só" isso teria o maior prazer do mundo em deixa-la internada e tentar salva-la.
Vendo o estado dela a Dra Taciana me ligo
u e me perguntou se eu autorizaria a realização dos testes (alem dos exames que fazemos - hemograma, etc) para duas doenças que acometem os gatos e que não têm cura.
Autorização dada, exames realizados, e doenças detectadas :(
A Taciana conversou muito comigo, que não teria porque mantermos um animalzinho naquele estado, sofrendo, sabendo-se que essas doenças não têm cura.
Sei que alguns de vocês são contra o "aliviar o sofrimento". Eu também sou :(
Sempre me pergunto quem somos nós para decidir a hora daquele ser partir.


Mas, nesse caso, mesmo com enorme pesar, achei por bem dar a ela o alívio.

 

De qualquer forma, mesmo não termos conseguido tratá-la, salvá-la, pudemos socorrer esse serzinho tão sofrido, não o deixamos morrer em sofrimento.

Em seus ultimos momentos pôde receber a atenção e carinho de uma companheira nossa , que estava perto lá do ER e foi dar um "colo" para a Parys :)
E me mandou a seguinte mensagem : 

" Que tristeza, Neísa!!!!

Como ela está acabada... mal tratada... e doente!

É mto sofrimento ao qual esses bichinhos estão submetidos... :-( "
"Que tristeza, Neísa!!!

Obrigada Ingrid, de coração :)

16 de set de 2012

A MALDADE DO (DITO) SER HUMANO

Cadela resgatada dia 10/09 vítima de alguma maldade do dito ser humano
Constatadas várias fraturas em maxilar superior e mandíbula.
Foi operada (cirurgia durou 3 horas, onde a equipe do hospital fez o melhor que pode).
Está com a boca imobi
lizada e sendo alimentada por sonda direto no esofago.
Estava grávida de mais ou menos 40 dias, mas com o processo todo perdeu seus nenes. Foi acompanhada com ultrassonografias e no dia 13/09 teve que ser operada às pressas, com os filhotinhos mortos em seu utero.
Graças a Deus e à Flavia Almeida, a Digiane a está abrigando. 
Na próxima semana será operada novamente no maxilar e mandíbula. 
Agora é muito amor e carinho e correr atrás prá pagar a conta, que não tenho a menor ideia de quanto será, mas com certeza não será leve :(

 

 

 

 

Precisamos de ajuda para esse caso, nossas contas na clínica estão altíssimas.

Quem quiser / puder ajudar pode comparecer ao Hospital Veterinário Estrada Real e deixar lá sua contribuição. Só pedimos que peça um recibo e nos envie por e.mail (ajudajf@terra.com.br)


Pode também fazer um depósito de qualquer valor numa das contas:
- Bradesco, agencia 3442-8, conta corrente 6812-8, ou

- B.Brasil, agencia 2995-5, conta poupança (ouro, variação 51) 11718-8.
Nesse caso pedimos a gentileza de nos informar o banco, a agencia, a data e o valor do depósito.